Entrevista de Kellan Lutz para o Journal Star


"Kellan Lutz, o actor, que faz Emmett na popular saga de vampiros, aparecerá no jogo dos Rivermen contra Rockford no Sábado. Nós falamos com o futuro modelo da Abercrombie que telefonou de Los Angeles durante um intervalo de filmagem de Eclipse, o terceiro filme da série, que sairá a 30 de Junho de 2010".

O que me pode dizer de Lua Nova?

Lua Nova é parecido com o livro. Taylor Lautner (que faz Jacob Black) faz um trabalho óptimo e o (director) Chris Weitz faz um trabalho melhor ainda cativando os lobisomens e fazendo deles personagens de verdade, de certo modo. É um filme mais forte.

O que faz para entrar no personagem, para por a sua mente no mundo vampiro?

Para mim, quando eu estou no set, a energia que tenho do meu treino – especialmente ao filmar Eclipse agora – ajuda-me a por a minha mente como o Emmett. É um acumulo de testosterona, eu acho (risadas). Muitas vezes o que ajuda é fazer rapidas flexões para manter o batimento cardiaco forte.Em Lua Nova, quando Jasper aparece na sua cena raivosa, é bom ter o coração a bater forte durante aquela cena.

Qual foi a coisa mais louca que uma fã já fez para conseguir a sua atenção?

Bem, não é necessariamente louco, mas uma fã fez um boneco de acção meu, como se fosse o seu Emmett pessoal. Foi a coisa mais fixe.Uma coisa sem noção foi quando uma fã pediu se se podia algemar a mim. Eu pensei que ela estivesse a brincar mas ela tinha algemas. É adorável, contudo. Elas estão tão apaixonadas pela saga e pelos livros e pelos personagens.

Eu ouvi dizer que gosta de fazer as suas acrobacias. Quais são algumas das mais memoráveis que já fez?

Eu fiz um filme chamado “The Forgotten Ones.” O orçamento era realmente baixo, então nós não tinhamos duplos; nós tinhamos pessoas que nos ajudavam. Foi filmado na Costa Rica, e nós não pudemos ter o melhor equipamento. Então havia cenas que eu tinha que cair de uma árvore. Eu aprendi a não ter nenhum ar nos pulmões por que quando se chega ao chão o ar sai. Então eu aprendi da maneira dificil – quando eu não me conseguia levantar e respirar por alguns minutos. Foi a acrobacia mais assustadora que eu tive que fazer.Em Eclipse estamos a fazer algumas acrobacias bastante intensas. É bom poder fazer algumas coisas mais extremas que os outros actores.

Começou como modelo. O quão dificil foi fazer a transição de modelo para actor?

A transição não foi muito dificil. Eu acho que só se precisa de ser capaz de se conter na frente da câmera e saber o que fazer e o que não fazer. Então eu acho que todo o trainamento com modelo – sabendo como trabalhar com a câmera ou permitir a câmera capturar uma certa essencia do que está a tentar fazer, isso é uma grande parte do mundo da representação.Eu fiz muito estudo, porque quando comecei a representar eu pensei, ‘Eu não preciso estudar para isso.” E aprendi rapidamente que eu não sabia o que estava a fazer, e eu estava a falhar miseravelmente e não conseguia papéis.

Tem algo para acrescentar para as suas fãs?

Eu fui muito sortudo – acho que todos nós fomos, fazendo parte da saga Crepúsculo – de ter fãs amáveis. Nós estavamos totalmente cansados ao fazer o primeiro filme, esperando que nos aceitassem. Nós estavamos em extase com a aceitação e o apoio e isso permitiu-nos continuar com a saga. Eu adoro encontrar todos os fãs de partes diferentes do mundo, é óptimo ver o amor.

0 comentários:

Postar um comentário