Glamour Magazine entrevista Charlie Bewley

O fofíssimo Charlie Bewley deu uma entrevista exclusiva para a revista Glamour, e nós traduzimos para vocês.

Você era fã de Crepúsculo antes de entrar para o elenco de Lua Nova?
Não era não. Eu não conseguia suportar o fato de que havia no mundo um cara mais bonito do que eu. (risos)

O que te chamou a atenção no personagem Demetri?
Eu sabia que poderia trazer algo para o personagem, algo que ninguém mais faria, uma certa energia, um brilho, um carisma, fazê-lo do meu jeito.

Como foi ser um novato no elenco?

Muitas pessoas entenderam errado quando eu falei que era difícil entrar para um elenco que já se conhecia, pensaram que eu estava falando daqueles problemas clichês hollywoodianos. O que quis quiser era que eles passaram por todo o processo de Crepúsculo juntos no ano passado, eles se uniram para lidar com tudo isso, não tiveram escolha, gostassem ou não um do outro. E as pessoas esperam que quando entram para um elenco que já está junto há algum tempo, eles vão se dar bem logo de cara, mas não é assim, leva um ou dois dias para as pessoas se ajustarem, se conhecerem.

Alguém do elenco te deu algum conselho sobre como lidar com toda essa atenção, especialmente pela fama que atingiu o Robert Pattinson?
Acho que ele está lidando muito bem com isso. Quero dizer, ele é uma das pessoas mais fotografadas do mundo, nem pode sair por aí. Ele não parece ter mudado muito de quem era antes dessa fama toda, continua o mesmo de quando o conheci, eu vejo a mesma pessoa durante as entrevistas que participa. Ele ainda é a mesma pessoa, gosta do que faz, é um ótimo músico, acho que ele está passando por uma ótima fase. Se ele me deu algum conselho? Na verdade não. Acho que cada um lida com isso a sua própria maneira.

Você teve muito trabalho com as fãs durante as gravações?
Abracei essa coisa toda de fãs, mas é claro que não estou no nível do Robert. É isso o que eu penso sobre o assunto. Você tem que tentar absorver essa experiência até mesmo porque as pessoas não farão isso todos os dias, e você tem muita sorte por fazer parte disso, por atrair tanta atenção, e tem que retribuir o carinho dos fãs. No caso das filmagens na Itália, tínhamos um grande set montado em uma vila na Toscana, esse set ficou montado por uma ou duas semanas em junho. E por causa disso, várias pessoas quebraram seus cofrinhos e foram para lá vivenciar essa experiência também. Me senti uma celebridade naquela semana, parecia que eu era da realeza. O tratamento que tivemos foi muito legal, desde os fãs até a equipe do filme.

Qual foi a melhor coisa que te aconteceu desde que você entrou para a saga?
Acho que foi a experiência em Montepulciano. As filmagens na Itália. Na verdade, eu escrevi um artigo sobre isso, e espero que ele seja publicado. Não posso descrever essa experiência em palavras. Tenho que sentar e pensar em como ela foi maravilhosa.

Você mencionou que escreve. Isso é algo que você gostaria de fazer com mais frequência?
Quando se passa por algo assim, acho que tal experiência deve ser imortalizada em palavras. Aconteceram algumas coisas em minha vida, e eu senti necessidade de escrever sobre elas. Eu participei de uma maratona de triathlon no México, fiz tudo sozinho, foi muito emocionante. Fiquei fisicamente exausto, mas quando a emoção veio, eu precisei escrever a respeito.

0 comentários:

Postar um comentário