Resumo das críticas de "New Moon"

Acredito que todos os fãs que já assistiram ao filme (e com certeza não foram poucos, pelo número que a bilheteria já arrecadou) têm opiniões bem fortes, então é hora de vocês dizerem sem se preocuparem mais com spoilers (finalmente!) quais as partes maravilhosas, emocionantes, tristes ou que poderiam ter ficado melhor nas opiniões de vocês.

A MTV News fez um artigo com o resumo de algumas críticas da mídia americana: a maioria diz que é filme é bom para os fãs, e só, mas também tem aqueles que dizem algumas coisinhas mais otimistas… Enfim, confiram a matéria completa após o intervalo e digam vocês mesmos nos comentários o que acharam do filme que esperamos por tanto tempo!


Concordando ou não, aqui está o que os críticos tiveram a dizer sobre o filme.

Talvez a diferença mais notável entre “Twilight” e “New Moon” – além dos novos músculos de Taylor Lautner — seja o visual e estilo do filme depois que um novo diretor assumiu a franquia. “O diretor Chris Weitz (A Bússola de Ouro) montou um filme com grande elegância visual, especialmente nas sequências de ação com lobisomens vs. vampiros,” escreve Claudia Puig, do USA Today. “Felizmente, ele é mais econômico com os closes muito acentuados e as tomadas girando que predominaram no estilo redemoinho da diretora Catherine Hardwicke.”

E depois, é claro, há os três protagonistas do filme. Nem todos os críticos se convenceram com suas performances, mas vários lhe deram apoio. “Kristen Stewart é um pouco agitada (’Ela não consegue fazer uma cena sem mexer no cabelo?’) mas o seu jeito e humor são perfeitamente apropriados para a personagem adolescente perturbada,” declara Stephen Whitty do New Jersey Star-Ledger. “Quanto às suas co-estrelas — bom, elas fazem exatamente o que precisam, o que é representar dois tipos diferentes de objetos de desejo dos fãs. Um novo e musculoso Taylor Lautner aparece frequentemente sem camisa — e é o ‘bad boy’ (veja o negócio das motos e os amigos delinquentes) do qual toda garota é avisada. E Robert Pattinson — com o cabelo descabelado e de corpo magro — tem toda a angústia perturbada da alma sensível que ninguém entende.”

Nosso repórter Kurt Loder ficou feliz em ver Lautner roubar uma parte maior do que Pattinson no filme. “O galã sensível, melancólico e de comportamento deprimido do ano passado não é páreo para o desse ano; e Jacob — vibrante, engraçado e musculoso — se destaca no filme,” ele diz.

O elenco secundário pareceu agradar bastante. “Michael Sheen tira uma pausa de interpretações de figuras históricas como David Frost e Tony Blair e pode atuar sem vergonha como Aro, o líder do clã conhecido como Volturi,” diz Ty Burr, do Boston Globe. “Melhor ainda, temos Dakota Fanning. Deus a abençoe, mostrando a Stewart como se faz em uma mísera cena como a vampira com poderes mentais sádicos e presença obsoleta no longa. Anna Kendrick também se destaca com sua única cena como a colega de escola de Bella, Jessica.”

Embora muitos críticos reconheçam como o filme serve para seus fãs, eles argumentam que “New Moon” não agradará aqueles que são menos familiarizados com a mitologia da franquia. “Espera-se que o filme satisfaça os fãs,” explica Mick LaSalle, do San Francisco Chronicle. “Para todo o resto, se preparem para uma novela bizarra, consistindo de uma sucessão de cenas estáticas com os personagens se inclinando em direção à tela para anunciar exatamente o que estão pensando. E depois contam suas personalidades para nós. Aqui está um vampiro emocionalmente torturado. Aqui está uma vampira feliz e animada. E não esqueçam do vampiro que é um médico dedicado.”

Então, embora alguns críticos possam não entender o fenômeno “Twilight,” os fãs sem dúvida irão.” “New Moon” não é só romance,” diz Peter Howell, do Toronto Star. “Embora envolto em romance na maior parte do tempo — com alusões a ‘Romeu e Julieta’ — há cenas de ação feitas para emocionar os amantes do cinema. Elas provavelmente vão assustar todo mundo.”

0 comentários:

Postar um comentário