Entertainment Weekly entrevista Charlie Bewley

Confiram uma nova entrevista com Charlie Bewley, o Demetri.


Após passar dois anos praticando snowboarding em Whistler, Canadá, o novato Charlie Bewley está se lançando na carreira de ator em grande estilo. O ator britânico – que cresceu perto da Sherwood Forest em Nottingham – interpreta o malvado vampiro Demetri em Lua Nova.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Você está sendo reconhecido com frequência?

CHARLIE BEWLEY: Acho que não. Nada mudou para mim – acho que o negócio é mais on-line no momento. Espero que talvez antes do Natal, quando as pessoas já terão me visto no filme e prestado atenção em mim, elas comecem a me notar. Não espero a mesma adulação que tipo o Kellan e a Ashley recebem. Acho que elas me notarão após verem o Taylor, o Rob e a Kristen. Mas é muito bom fazer parte disso. Abriu várias portas para mim.

Como você conseguiu o papel ?

Em participei da audição em Vancouver. Você sabe como é o começo de carreira de qualquer ator, eu já limpei mesas, fui bartender, esperando que algo de bom acontecesse. E com certeza, esse “algo” foi Lua Nova. Em janeiro eles vieram para a cidade, eles mudaram as gravações de Oregon para Vancouver, e felizmente eles fizeram os testes por lá.

O que você contribuiu para o papel de Demetri ?

Com base nas informações que obtive na internet e nos livros, eu fui à audição com a melhor interpretação do Demetri que eu tinha. Eu estou longe de ser como ele é descrito no livro. Mas acho que a essência do personagem que eu levei à audição foi o que fez com que eu conseguisse o papel: eu levei um certo charme, e ao mesmo tempo, um lado sinistro dele.

Como foi usar aquelas lentes de contato vermelhas ?

Bem, o mais angelical que você parece, mas irritante seus olhos ficam ao usar aquelas lentes vermelhas. Eles realmente trazem aquela maldade ao personagem.

Eu li que você praticou snowboarding por algum tempo ?

Eu gosto de praticar snowboarding. Eu joguei rugby por um bom tempo, e mudei para o snowboarding, algo que me deu muita inspiração. Acho que em certos aspectos, passar algum tempo nas montanhas foi algo que me afastou de Londres e fez com que eu seguisse um caminho diferente. Vários aspectos de minha vida vieram junto com isso, e ditou o fato de que eu não estava indo para casa. Foi quando comecei a atuar em Vancouver e Los Angeles ao mesmo tempo. Nunca olhei para trás, já que era isso que queria fazer na minha vida.

Qual foi o encontro mais interessante que você teve com os fãs ?

O meu favorito foi na Itália. Estávamos filmando em um lugar muito pequeno, era um set em uma vila bem rústica na Toscana. Havia 5.000 fãs lá. Quando eles nos viram, ficaram loucos. Eu estava correndo no meio das ruas. Se não houvesse seguranças, eu tinha que correr para longe deles, antes de ser alcançado. Quase tiraram a minha camiseta, isso porque eu nem tinha aparecido no filme ainda. O Rob Pattinson nem apareceu por lá, senão arrancariam a cabeça dele. Os fãs são muito calorosos. Não acho que algo assim acontecerá novamente. Foi maravilhoso.

0 comentários:

Postar um comentário