Bryce Dallas Howard fala sobre Eclipse e Rachelle Lefevre

Pela primeira vez desde a confusão entre a Summit e a Rachelle, a atriz Bryce Dallas Howard falou com a imprensa sobre sua contratação para fazer parte da saga e sobre como foi essa experiência.


NEW YORK — Os fãs de “Twilight” são notoriamente instáveis quando se trata dos atores escolhidos para trazer os seus personagens favoritos de Stephenie Meyer à vida. Na verdade, já é lenda o que se sucedeu ao anúncio de que Robert Pattinson interpretaria o deprimido vampiro Edward Cullen: petições online circulando ferventemente, contra a participação do ator britânico na saga. Uma baderna semelhante ocorreu em julho passado, quando alguma semanas antes do ínicio da produção do terceiro volume da saga “Twilight,” “Eclipse,” Bryce Dallas Howard substituiu Rachelle Lefevre como a vilã Victoria devido a conflitos com a agenda da atriz. Howard revelou à MTV News que a proposta de assumir o papel de Lefevre originado em ambos os primeiros filmes foi um pouco assustadora.

“Na verdade foi uma cirscunstância infeliz em que a atriz com quem todos se importavam profundamente, que havia feito um trabalho incrível neste papel, estava indisponível,” Howard disse, explicando sua contratação de última hora. “Eles estavam procurando alguém para preencher aquele vazio. Foi logo antes da produção começar, então é claro que houve uma certa intimidação e eu senti uma enorme responsabilidade de dar o melhor de mim.”

Nos dias que se sucedeream, tanto Lefevre quando a Summit Entertainment lançaram declarações separadas dando detalhes de ambos os lados da história. Mas apesar do drama dos bastidores, Howard insiste que o elenco foi muito acolhedor.

“Eles foram muito adoráveis,” Howard disse. “E sim, é um grupo de pessoas incríveis. Tenho tanto respeito por eles. Há tanta confusão cercando-os, e eles permaneceram ajuizados, e as amizades deles são tão sinceras. Eu me senti muito sortuda de poder trabalhar com um grupo tão bom de pessoas.”

“Eles amam esses livros — todos os atores,” Howard continuou. “Eles são fãs eles mesmos. A energia no set era ótima — aquelas pessoas são tão apaixonadas por trazer os personagens à vida.”

A Bryce também falou com o Examiner enquanto promovia seu novo filme em Nova York, “The Loss of a Teardrop Diamond”. Aqui está o que ela disse sobre a saga Twilight:

Você vai interpretar a Victoria em “”The Twilight Saga: Breaking Dawn”?
Eu não quero entregar nada, mas a Victoria tem um contratempo, é o que vou dizer. [Ela ri] É tudo que posso dizer.

Você pode falar de sua experiência ao se juntar à franquia “Twilight”?
Eu fiquei muito impressionada pelo grupo incrível de jovens dessa franquia. As amizades deles são tão sinceras, e eles realmente se gostam. E muita coisa acontece em volta deles. A atenção e a observação é extrema, mas eu fiquei realmente comovida com o quão sólidos eles conseguiram permanecer quanto aos seus valores e crenças e o seu cuidado um pelo outro durante tudo isso. Você espera isso em uma franquia.

Parte do motivo de voltar juntos é para contar uma história, mas também porque todo mundo gosta de verdade de trabalhar junto. E foi uma experiência muito, muito positiva por esse motivo — além do fato de que eu havia lido e amado os livros e desde o começo achava os personagens extraordinários. É uma história tão apaixonante que eu me senti muito sortuda, dadas as circunstâncias infelizes com que isso ocorreu, de ser convidada. Espero que “Eclipse” continue essa tendência de respeitar o que Stephenie Meyer criou com os livros.

Que conselho você daria a um ator que estivesse interpretando um papel que foi interpretado anteriormente por outra pessoa? Muitas pessoas acharam que você manteve uma ótima postura no meio da controvérsia em relação à sua entrada em “Eclipse.”

Veremos. O júri ainda está deliberando, porque Rachelle [Lefevre] realmente criou um personagem incrível e é muito exótica. Eu acho que a confusão que ocorreu foi muito inadequada, porque parte da felicidade em ver uma franquia é que é quase como uma série de televisão. Você vê os atores crescerem com a franquia. E a não-disponibilidade de Lefevre [para "Eclipse"] foi uma circunstância muito, muito, muito triste. Conselho? Deus…só faça o seu melhor e seja muito respeitoso. Ela ganhou aquele papel por um motivo. Espero honrar tudo que ela criou.

0 comentários:

Postar um comentário