Robert fala sobre seus novos projetos

A MTV tem mais uma entrevista com o Rob, em que ele fala sobre seus novos projetos para o ano que vem e sobre como entrar num território não-Twilight é “assustador”.


Com o filme número 1 do mundo carregando seu nome em cima do título e os roteiros mais quentes de Hollywood fazendo fila do lado de fora de sua casa, é uma boa hora para ser Robert Pattinson. Não que o astro de 23 anos tenha tido muito tempo para aproveitar, como ele recentemente disse que só teve “três dias de folga” em 2009, e 2010 parece ser ainda mais lotado.

Recentemente, a MTV Radio se encontrou com o homem amado por milhões como Edward Cullen para discutir seus planos para o ano novo — de “Amanhecer” para frente.

“Só fiz um filme além da saga Crepúsculo, ‘Remember Me’,” Rob disse do seu primeiro projeto pós-fama, um drama romântico que estreia em março, com Emilie de Ravin, cuja filmagem foi mais notada pelos problemas com a segurança. “Mas esse eu fiz com o mesmo estúdio, então acho que ainda estou um pouco cego quanto a como será minha visão econômica fora da série.”

Sem dúvida, todos os olhos estarão voltados para “Rememer Me” quando o filme testar o poder de bilheteria de RPattz em alguns meses. Além deste e “Eclipse,” seus fãs vão ter outros grandes filmes pelos quais esperar.

“Acho que a data tentativa para Amanhecer é na primavera do ano que vem,” Rob disse do quarto livro da saga “Crepúsculo”, que pode ser dividido em dois filmes. “Dependendo de como as coisas forem, farei um filme chamado ‘Bel Ami’ em fevereiro, uma adaptação do livro de Guy de Maupassant. E vou fazer — eu espero — um faroeste com Rachel Weisz e Hugh Jackman chamado ‘Unbound Captives’ por essa época também. Eles tem que tentar organizar as coisas para que a agenda de todos funcione.

Rob disse que ele estava ansioso para fazer “Unbound Captives” porque não é parecido com nada que ele fez antes. “Vou interpretar um garoto que foi sequestrado pelos Comanche [guerreiros] quando tinha 4 anos. E ele cresceu com eles, e a mãe dele passa a vida inteiro tentando encontrar ele e a irmã,” ele disse do papel materno de Weisz. “Quando ela nos encontra, nós não a reconhecemos e não nos lembramos de nada da cultura com a qual ela cresceu.”

“É tipo, não dá para ser mais diferente do Edward,” ele adicionou. “Eu topei fazer isso depois de ‘Crepúsculo’, no verão depois que terminei de filmar. Foi bem antes de qualquer coisa acontecer [para me deixar famoso]. Eu nem estava pensando nisso.

“É um script legal,” Pattinson disse do filme, fazendo comparações com o clássico filme final com o astro com o qual ele é mais comparado: James Dean. “Me lembra em vários aspectos de ‘Giant’, que é um dos meus filmes favoritos. Então acho que é por isso que eu reagi ao filme.”

Já agendado para o ano que vem, Rob disse que vai continuar a ler novos roteiros e procurar outros papeis que chamem sua atenção — mesmo que algumas facetas de sua recém-encontrada fama questionem o processo.

“É definitivamente diferente,” ele disse sobre ser um ator famoso em vez de um desconhecido. “As pessoas te oferecem coisas que você nunca sonharia em ser oferecido antes, mas isso também é assustador. Você não precisa fazer teste para nada. Mas eu não quero fazer um filme só para fazer…Você tem que questionar bem mais.

“Antes de Crepúsculo, eu fazia qualquer filme que me ofereciam, e eu ia e tentava o melhor daquilo depois,” ele explicou. “Mas agora, espera-se que você entre num filme e forneça não só visão econômica, mas também uma performance. Você não pode só brincar. As pessoas ficam tipo, ‘Estamos contratando você para estar aqui, como um astro e como um ator.’ É difícil, e é assustador.”

0 comentários:

Postar um comentário